categoria : Ecologia   most viewed
Comente (0)EnviariCalCompartilhar

domingo, 21 de julho de 2019 - 14h

Marcha Agrotóxico MATA

Organizado por Patricia Penna e José Luiz Penna

O Governo liberou mais de 200 Agrotóxicos !!!!

Supra Partidário
Ainda estamos chamando os partidos políticos, ongs, coletivos ambientais etc todos que desejarem mandar seus logos e estarmos juntos sejam bem vindos!
Estamos sendo envenenados com tantos agrotóxicos e precisamos agir!
Outros estados tb estão se organizando e em breve vamos divulgar os locais por aqui!

O Partido Verde brasileiro apresenta denúncia contra aprovação de agrotóxicos mas a causa é de todos!!!!

O PV entrou no dia 27/6 no Supremo Tribunal Federal (STF), com uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) e pedido de medida cautelar, contra nove atos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que nos últimos seis meses, desde a posse do presidente Jair Bolsonaro no início do ano, promoveram o registro de 239 novos agrotóxicos, a maior parte dos quais já banidos em muitos países do mundo.

Desses, 63 são novos produtos extremamente tóxicos para a saúde humana, cuja dose letal está em menos de 5mg/kg; 33 novos agrotóxicos altamente tóxicos para a saúde humana, aqueles cuja dose letal está entre 5mg/kg e 50mg/kg; 115 novos produtos muito perigosos para o meio ambiente; e cinco novos produtos altamente perigosos para o meio ambiente, segundo os parâmetros do Ibama sobre bioacumulação, persistência, transporte, toxicidade a diversos organismos, e potencial mutagênico, teratogênico e carcinogênico.

A Arguição de Descumprimento apresentada pelo PV sustenta que os registros desrespeitam o direito à saúde e à alimentação da população brasileira, e a proteção intrínseca ao meio ambiente, pedindo a suspensão dos atos até o julgamento de mérito.

A ministra da Agricultura do governo Bolsonaro é uma líder da chamada Bancada Ruralista, o grupo de deputados eleitos para defender os interesses do agronegócio multinacional e dos latifundiários. Contudo, as concessões descabidas à lobby ruralista estão começando a alarmar os exportadores brasileiros (que vislumbram a possibilidade de boicotes internacionais) e os potenciais compradores de produtos agropecuários no exterior, e especialmente os europeus, depois da assinatura do acordo comercial entre União Européia e Mercosul. Um carregamento de soja brasileira foi bloqueado em fevereiro, na fronteira da Rússia, por ter ultrapassado os limites autorizados de resíduos de glifosato, controverso herbicida comprovadamente capaz de provocar câncer.

Johannes Cullberg, dono de uma grande rede de supermercados na Suécia, decidiu boicotar a carne e as frutas brasileiras, em razão da presença de agrotóxicos. A notícia viralizou nas redes sociais, e levou à criação do hashtag #boycottbralizianfood.

O Brasil deve tornar-se este ano o maior produtor mundial (além de maior exportador para a China) de soja, como já é de suco de laranja, frango e outros produtos de agropecuária. Se a China e a União Européia restringirem as exportações brasileiras por causa da presença de agrotóxicos perigosos ou letais, a economia brasileira pagará um preço dramático à imprudência da ministra 'musa do veneno'.

_fonte_ : https://www.facebook.com/events/4633696011268…

Your Comments

Para mais informações sobre o evento, por favor entre em contato com o/as organizadora/es. Informações e comentários adicionados:

Your Comments

Seja o primeiro a comentar