categoria : Resistência
Comente (0)Caronas EnviariCalCompartilhar

sábado, 8 de dezembro de 2018 - 14h

Saídas pela Esquerda na transversalidade da arte e da política

"Como resistir aos fascismos que nos assolam e nos agridem cotidianamente, aos microfascismos que permeiam as relações sociais, evidenciando a misoginia incompreensível, o racismo injustificável, o desejo de infinito poder, a exclusão e a humilhação do outro/a, os regimes de verdade que legitimam práticas naturalizadas de governo do outro? Se a luta política é fundamental nesses tempos sombrios, a arte também pode ser um modo de manifestação extremamente potente, tanto de recusa da violência, em suas múltiplas formas, classistas, sexistas, racistas, quanto de liberação da imaginação criadora para o devir-outro do que se é, e para a construção de formas libertárias e filóginas de vida e de sociabilidade."

mediadora: Margareth Rago

participantes:

Carô Murgel - "Canção Popular e Resistência"
Marilea de Almeida - "Espaço, afeto e política: mulheres quilombolas e práticas antirracistas"
Acácio Augusto - "anarquia pós-esquerda: lutas do século XXI e anarquismos no planeta"

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Carô Murgel ou Carolina Arruda de Toledo Murgel é Pesquisadora Colaboradora no Departamento de História do IFCH/Unicamp. Doutora em História Cultural pela UNICAMP, onde fez toda sua formação, incluindo o pós-doutorado, no qual pesquisou as compositoras brasileiras que atuaram durante o século XX. Foi violonista e cantora, dedicando-se à pesquisa e divulgação da Música Popular Brasileira. É idealizadora e mantenedora do site MPBNet. Autora de Paisagens e Tramas: o gênero entre a história e a arte, com Margareth Rago (Intermeios, 2015).

Marilea de Almeida - doutora pelo Programa de Pós-graduação em História do IFCH/UNICAMP, escreveu a tese de doutoramento "Territórios de Afetos: práticas femininas antirracistas nos quilombos contemporâneos do Rio de Janeiro", no prelo. Tem vários artigos publicados, como na revista Labrys, estudos feministas - www.labrys.com.br

Acácio Augusto - professor no Depto de Relações Internacionais da UNIFESP, Doutor em Ciências Sociais (Política) pela PUC-SP e pesquisador no Nu-Sol (Núcleo de Sociabilidade Libertária - www.nu-sol.org). Atua nas áreas de Segurança Internacional e Teoria Política Contemporânea. Autor de Política e polícia: cuidados, controles e penalizações de jovens. Rio de Janeiro: Lamparina, 2013.

Margareth Rago - professora titular colaboradora do Depto de História da UNICAMP. Autora de Do Cabaré ao Lar. A utopia da cidade disciplinar e a resistência anarquista (Paz e Terra,1985); Os prazeres da Noite (Paz e Terra, 1991); Luce Fabbri e o Anarquismo Contemporâneo (Editora da UNESP, 2003); A Aventura de Contar-se: Feminismos, Escrita de Si e Invenções da Subjetividade (Ed. da UNICAMP, 2013); Foucault e as insurreições. E´inútil revoltar-se? (Intermeios, 2017), organizado com Silvio Gallo.

Your Comments

Para mais informações sobre o evento, por favor entre em contato com o/as organizadora/es. Informações e comentários adicionados:

Your Comments

Seja o primeiro a comentar